Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Diário das minhas férias: capitais bálticas

Dia 4
E a partir de hoje, uma odisseia, um projecto a dois há muito sonhado.
Pelas 18 horas saímos de Copenhaga com destino a Oslo.
Embarquemos, então, no Regal Princess...
Venham também.

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Diário das minhas férias: Malmo, Suécia

Dia 3
Quem está em Copenhaga não pode esquecer de visitar Malmo, através da ponte Oresund, famosa pela sua construção. Uma ponte que mergulha no mar e une Copenhaga a Malmo.
Percorremos a cidade de fio a pavio não esquecendo o castelo de Malmo, a Lilla Torg, uma praça acolhedora onde pela tarde se juntam velhos e novos para a Fika, um conceito enraizado nos suecos que é "tomar um café" (para nós portugueses), pela tarde, mas, segundo o que eu vi era mais "tomar um vinho" ou "uma cerveja".
Um ponto a favor nesta cidade: aceitam cartão de crédito até para pagar um café. Um ponto negativo nestas cidades: necessário trocar dinheiro pois os euros não são aceites.

terça-feira, 25 de julho de 2017

Diário das minhas férias: Copenhaga

Dia 2
Copenhaga é uma cidade de bicicletas mas não é obrigatório o uso de capacete. Contam-se pelos dedos os que usam. A bicicleta é o meio de transporte mais comum. É tudo o que se faz a conduzir um carro faz-se de bicicleta tal como usar o telemóvel, transportar uma mala de viagem, comer uma sandes...
Copenhaga é, segundo dizem, uma cidade onde não aparece sol. Daí que muitas meninas usam botas, meias de lã e sobretudo sobretudos.
Também é uma cidade de canais.

Diário das minhas Férias: Braga-Porto-Copenhaga

Dia 1
Embora o voo para Copenhaga fosse às 14:30, logo de manhã fomos até ao centro histórico de Ponte de Lima e, logo de seguida até Braga para que o mê Bisalho nos desse boleia até à camionagem e assim ir até ao aeroporto de Sá Carneiro.
Pelas 16:30 embarcámos nesta odisseia e, pela primeira vez tive "embarque prioritário", não que eu pedisse mas como foi através da agência tive tratamento VIP, (pagando para isso, acho que tenho ares de rica ou a menina pensou que sim).
Copenhaga até quinta feira depois uma nova aventura.

domingo, 23 de julho de 2017

Diário das minhas férias: Funchal-- Ponte de Lima

Dia 0
Não podia encetar as férias sem passar por Ponte de Lima, Braga o local onde está uma parte do meu coração. Uma paragem para um abraço e um beijo.
Depois, novamente uma viagem, desta vez até Copenhaga.

sábado, 22 de julho de 2017

Largar as amarras, soltar âncora e viajar

Em contagem decrescente...É amanhã...bem podia ser já hoje...
Por mim, por minha livre e espontânea vontade andava sempre no léu-léu, no bem-bom, na boa-vida, em gíria "de rabo no ar"...
Sou feita de vento, sou leve, sou como um pássaro não gosto de sentir-me presa com amarras, prisioneira de uma ilha, detesto sentir-me sufocada e por isso andar a viajar é o que mais gosto.
É já amanhã.